Serra: Diante falta de medicamentos, Hospam anuncia licitações e diretor volta a alegar superlotação

 Enfrentando uma crise de falta de medicamentos e insumos, o Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães (Hospam), em Serra Talhada, começa a recuperar seu estoque através de licitações e compras de materiais essenciais para o funcionamento da unidade.

A direção do hospital informou que os atendimentos de emergência não foram afetados por falta de material ou medicamentos.

“A gente está começando a reabastecer, não está o abastecimento total ainda. Já teve uma licitação de medicamento, estamos na fase de adjudicação e homologação do processo. Segunda e terça-feira tem mais dois pregões eletrônicos. Aos poucos estamos restabelecendo o abastecimento do hospital. Vale salientar que as emergências, os pacientes em emergência continuam tendo emergência prestada. Tudo isso foi gerando a superlotação e o aumento exorbitante do aumento de atendimentos no hospital que teve esse ano. Até o mês de junho na emergência adulto a gente já tinha atendido um mês a mais. Na emergência pediátrica a gente já tinha atendido dois meses e meio a mais”, declarou João Antônio Magalhães, gestor do Hospam, completando:
 “Então, isso extrapolou nossa expectativa, nossa programação e a programação que fizemos até para caso de surto. que a gente sempre coloca uma média de 10% a mais. Então, a gente sempre faz as compras pensando nos possíveis surtos. Estourou até as programações dos outros anos da gente. Se der tudo certo, a tramitação, de 30 a 60 dias vamos ter o restabelecimento total do estoque do hospital. Agora está tudo nas mãos dos processos licitatórios. Já fizemos processo para gêneros alimentícios, processo para medicamentos e têm esses dois processos para a próxima semana para materiais e medicamentos. Também estamos programando outro de medicamentos, enfim, estamos agindo gradativamente”, finalizou. (Farol)

Anterior Proxima Página inicial