Quixaba: Escola Tomé Francisco classifica textos da Olimpíada de Língua Portuguesa para etapa estadual

 Aconteceu ontem, na Secretaria Municipal de Educação de Quixaba, a Comissão Municipal para a escolha dos textos que representarão as escolas e o município na etapa estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o futuro (OLP).
De forma ética e democrática, seguindo os critérios de avaliação previstos pelo regulamento do Concurso, foram analisados textos de alunos das escolas municipais e estaduais do município, dos gêneros: Poema, Memórias Literárias, Crônica, Artigo de Opinião e Documentário.
Entre os textos selecionados para seguir para a etapa estadual, estão o poema: PRINCESA DO SERTÃO, da Escola Municipal Manoel Joaquim de Santana e os demais textos dos gêneros:  Crônica, Memória, documentário e Artigo de Opinião, da ESCOLA ESTADUAL TOMÉ FRANCISCO DA SILVA, ambas localizadas no Distrito de Lagoa da Cruz.
Comissão Escolar da OLP
 Artigo de opinião
Título: RENASCIMENTO LUXUOSO
Aluno: JOSÉ GABRIEL MARQUES BARBOSA
Professora: Jaciara Pedro dos Santos
 Crônica
Título: EUFORIA
Aluno: MARIA LAURA BEATRIZ DE SIQUEIRA FEITOSA VENTURA
Professora: CRISTIANE PATRÍCIA DE LIMA
 Documentário
Título: PRINCESA DA PARAÍBA
Alunos (as): BEATRIZ LEILANE FREITAS FIDELIS, CAIO MEDEIROS SALVADOR, RENALE BESERRA DE MELO FREITAS
Professor: MARIA DO SOCORRO DE SOUSA, substituída pela prof. JULIETTE HENRIQUE 
 Memórias literárias
Título: DAS HISTÓRIAS DO MEU AVÔ: UMA PERSEGUIÇÃO CANGACEIRA
Aluno: MARIA EDUARDA PEREIRA MELO
Professora: JULIETTE HENRIQUE DOS SANTOS

A participação da Escola Tomé Francisco na Olimpíada de Língua Portuguesa vem desde que a OLP não existia, mas o Prêmio Escrevendo o Futuro. Em 2008, o referido Prêmio de redação transformou-se em olimpíada, um projeto grandioso desenvolvido pelo CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), com o patrocínio do MEC (Ministério da Educação), Fundação Itaú social, UDIME (União Nacional de Secretários de Educação) E CONSED (Conselho Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e o Canal Futura.

           Durante quatro meses, os professores desenvolveram a sequência didática da Olimpíada de Língua Portuguesa, reservando para essas atividades duas aulas semanais. A escola foi inscrita em 04 gêneros textuais: Memórias Literárias, Crônica, Artigo de Opinião e Documentário (novo gênero acrescentado este ano). Foi uma verdadeira maratona o trabalho dos professores de Língua Portuguesa com os alunos: mais de 700 alunos da escola participaram.  Os alunos escreveram e reescreveram seus textos até aperfeiçoá-los ao máximo. Essa é a melhor parte da olimpíada, pois todos adquirem habilidades de leitura e produção escrita.

Os textos não selecionados para a etapa municipal serão classificados como 1º lugar de cada turma e serão brevemente divulgados os resultados. Os textos de todos os alunos da turma serão valorizados pelo professor, com a elaboração de coletâneas expostas na escola. E a coordenação e gestão escolar produzirá uma coletânea dos melhores textos para serem lidos e estudados por todos os alunos da escola, em oficinas pedagógicas, em sala de aula. (Blog da Tomé)

Anterior Proxima Página inicial