EM AFOGADOS, FEIRA DO EMPREENDEDORISMO ABRIU ESPAÇO PARA INCLUSÃO SOCIAL

 Empreender não é apenas vender. O empreendedorismo social é uma das vertentes mais significativas do empreendedorismo. E neste sentido, a V Feira de Empreendedorismo de Afogados da Ingazeira abriu espaço para a exposição dos trabalhos produzidos por jovens e mulheres atendidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

Entre os trabalhos apresentados estavam as pinturas em tela e cerâmica feitas pelas crianças e adolescentes assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, serviço vinculado à Assistência Social. Destaque para o adolescente Robson, morador do Residencial Laura Ramos, que teve a oportunidade na Feira do Empreendedorismo de demonstrar e vender suas pinturas em cerâmica. Os jovens foram orientados e capacitados pelo arte-educador Luciano Pires.
As 150 mães afogadenses que participam do “Criança Feliz” participaram de uma oficina de produção de laços para cabelo, organizada pela Secretaria de Assistência Social. Elas também puderam expor e vender seus produtos durante o evento, gerando renda e cidadania plena.

 “O nosso papel é garantir os direitos de todas as crianças, mulheres e de todas as famílias. E a gente trabalha a proteção social aliada à geração de renda, pois só há cidadania plena quando há a emancipação econômica. E nessa feira procuramos dar oportunidades para que eles pudessem apresentar seus trabalhos e também vende-los ao público que prestigiou a V Feira do Empreendedorismo. O resultado foi muito positivo,” declarou Joana Darc, Secretária de Assistência Social de Afogados da Ingazeira.

Anterior Proxima Página inicial