Vacina contra influenza: em PE, apenas 30% das cidades não atingiram meta mínima

 A partir desta segunda-feira (03.06), Ministério da Saúde recomenda a imunização do público em geral nas cidades com doses do imunizante

Pernambuco atingiu, na última quarta-feira (29.05), a meta mínima de 90% para a vacinação contra a influenza. O Estado foi o primeiro no Nordeste e o terceiro no país a alcançar o objetivo da iniciativa. Até o momento, 2.432.086 (91,96%) pernambucanos foram vacinados, de um total de mais de 2,64 milhões de pessoas. Quando analisados os municípios, até a tarde da quinta (30.05), apenas 56 (30%) não chegaram à meta (lista abaixo).

A partir da segunda (03.06), até 14 de junho, seguindo recomendação do Ministério da Saúde (MS), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) indica que a vacinação seja aberta para o público em geral nas cidades que ainda possuem doses da vacina. O Estado ainda sugere que os municípios que ainda não atingiram meta realizem ações, como busca ativa, que foquem nos grupos prioritários da campanha, principalmente o de crianças entre 6 meses e menores de 6 anos, público que também não chegou aos 90%, além de ser a população mais acometida pela síndrome respiratória aguda grave (Srag) neste ano.

Entre os 11 grupos prioritários para influenza, 8 atingiram meta em Pernambuco: gestantes (94,22%), trabalhadores de saúde (99,13%), puérperas (114,65%), indígenas (98,11%), idosos (93,67%), professores (102,61%), pessoas com comorbidades (92,59%) e funcionários do sistema prisional (218,50%). Apenas crianças entre 6 meses e menores de 6 anos (86,61%), policiais e Forças Armadas (54,13%) e privados de liberdade e jovens sob medidas socioeducativa (87,16%) estão abaixo dos 90%.

MUNICÍPIOS – Dos 184 municípios pernambucanos, além de Fernando de Noronha, apenas 56 (30%) estão abaixo da meta mínima. Contudo, todos estão acima dos 70%. Entre as Regionais de Saúde, a IV Geres agrupa o maior contingente de cidades abaixo da meta.

MUNICÍPIOS QUE AINDA NÃO BATERAM META

I GERES (4)

Chã Grande (89,42%), Glória do Goitá (89,94%), Itamaracá (72,15%), Itapissuma (84,40%)

II GERES (5)
Buenos Aires (86,33%), Limoeiro (81,06%), Machados (83,75%), Nazaré da Mata (79,27%), Vicência (78,41%)

III GERES (3)
Lagoa dos Gatos (82,62%), Maraial (83,47%), São Benedito do Sul (81,38%)

IV GERES (21)
Agrestina (86,38%), Alagoinha (88,35%), Barra de Guabiraba (83,05%), Belo Jardim (85,73%), Brejo de Madre de Deus (83,19%), Cachoeirinha (70,42%), Caruaru (85,95%), Frei Miguelinho (86,45%), Jataúba (73,12%), Jurema (77,37%), Panelas (83,83%), Pesqueira (80,07%), Poção (72,64%), Riacho das Almas (76,01%), Sanharó (89,94%), São Bento do Una (86,31%), São Joaquim do Monte (89,12%), Tacaimbó (81,28%), Taquaritinga do Norte (81,81%), Toritama (71,97%), Vertentes (88,61%)

V GERES (2)
Bom Conselho (71,17%), Garanhuns (85,17%)

VI GERES
Todos bateram a meta 

VII GERES
Todos bateram a meta   

VIII GERES (3)
Afrânio (89,94%), Cabrobó (89,66%), Santa Maria da Boa Vista (83,41%)

IX GERES (8)
Araripina (83,75%), Bodocó (85,77%), Exú (83,37%), Granito (76,93%), Parnamirim (83,86%), Santa Cruz (83,94%), Santa Filomena (86,87%), Moreilândia (84,37%)

X GERES (4)
Brejinho
(82,38%), Iguaraci (79,48%), São José do Egito (84,05%), Tabira (88,30%)

XI GERES
Todos bateram a meta   

XII GERES (6)
Aliança (82,31%), Camutanga (73,19%), Ferreiros (85,1%), Itambé (79,48%), Itaquitinga (74,94%), Timbaúba (85,05%)

Anterior Proxima Página inicial