Experiência exitosa com acupuntura da Secretaria de Saúde de Serra Talhada é apresentada em congresso no Ceará

 A secretária de Saúde de Serra Talhada, Márcia Conrado, representou o município no 7º Congresso Norte e Nordeste de Secretarias Municipais de Saúde e XVIII Congresso do COSEMS – CE, realizado entre os dias 29 de abril e 01 de maio, no Centro de Eventos do Ceará, na cidade de Fortaleza. O tema central do evento foi: “Atenção Básica e Regionalização: Desafios e Perspectivas”, atraindo aproximadamente 1500 congressistas para os debates nas mesas, palestras e painéis, com a participação de conferencistas do Ministério da Saúde (MS), Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), entre outros representantes de órgãos das três esferas de governo.

Na oportunidade, o município de Serra Talhada apresentou o projeto: “A Acupuntura no Tratamento da Dor Crônica: Experiência em uma USF do Município de Serra Talhada”. A experiência exitosa com acupuntura desenvolvida pela médica anestesista e especialista em dor crônica, Dra Andreia Lima, na Unidade de Saúde do Bairro São Cristóvão foi apresentada pela coordenadora do NASF da Secretaria Municipal de Saúde, Ákila Monique. A experiência ficou entre as 45 selecionadas para apresentação no congresso, sendo mais de 300 projetos inscritos na regional Norte e Nordeste.

A secretária Márcia Conrado ressaltou a importância da experiência com acupuntura no município e comemorou a escolha do projeto pela organização do evento. “Foi muito gratificante ter uma experiência da Secretaria de Saúde de Serra Talhada selecionada entre mais de trezentas experiências do país inscritas para o congresso. Uma experiência exitosa com acupuntura que implantamos na unidade de saúde do São Cristóvão e que vem ajudando muitos pacientes com os benefícios do tratamento, que pretendemos expandir para o Centro de Reabilitação, atendendo uma quantidade maior de pessoas”, disse. O tratamento com acupuntura no São Cristóvão foi implementado em 2017, após o surto de arboviroses, principalmente em virtude da chikungunya, doença causadora de dores nas articulações.

Anterior Proxima Página inicial