Mãe e filhos guardavam tonéis enterrados com armas usadas no assalto à Caixa Econômica Federal de Bezerros

 Mãe e filhos foram presos suspeitos de guardarem armamento de organização criminosa que realizou o assalto com explosivos à agência da Caixa Econômica de Bezerros, no Agreste pernambucano, na madrugada da última terça-feira (2). Os detalhes das prisões foram apresentados nesta quinta-feira (4) pela Polícia Militar de Pernambuco.
Segundo o comandante do 1º do Biesp Antônio Menezes, os suspeitos eram caseiros e guardavam tonéis com armas e fuzis em um sítio no município de Caruaru. “Recebemos a informação de uma movimentação de carros em um sítio. A nossa equipe foi ao local e se deparou com uma área descampada e, ao cavar o local, encontrou um barril com diversas armas enterradas, além de três carros com armas dentro”, afirmou o comandante.
No local, foram apreendidos quatro fuzis 556, dois fuzis 762, duas pistola calibre .380 e outra 9mm, 160 munições calibre 556, cinco balaclavas (touca ninja), seis pares de placas de colete balístico com capas, quatro capas de coletes sem placas, grande quantidade de grampos usados por bandidos em fuga para furar pneus, um uniforme da PMPE, 12 artefatos de explosivos, uma Hilux, uma Frontier e uma Pajero.
Ainda de acordo com o comandante, ao entrarem no local, os PMs encontraram a mulher e um dos filhos dela, que foram detidos. Eles, que não tiveram o nome nem a idade revelados, disseram não saber da existência das armas no sítio.

Anterior Proxima Página inicial