Chuvas até o fim de julho em Pernambuco estão dentro da normalidade, diz APAC

 De abril ao fim de junho deste ano, as chuvas devem ficar dentro da normalidade em Pernambuco. A previsão climática é da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), anunciada nesta quinta-feira.
O prognóstico na Região Metropolitana do Recife é de 900 mm nesses três meses. Na Zona da Mata, deve chover 580 mm. No Sertão, a previsão é de 190 mm nesse trimestre – o período de chuvas fortes vai até abril, quando começa a diminuir, indo até junho. Já no Agreste, o volume de chuvas deve chegar a 320mm.

As causas das chuvas estão atreladas ao El Niño, fenômeno que superaquece as águas do Oceano Pacífico, modificando os padrões de vento e chuva, como descreve o meteorologista da Apac Vinícius Gomes: “O Oceano Atlântico Sul está mais quente que a sua média climatológica, causando as chuvas no Sertão e a formação de mais nuvens que entrarão em Pernambuco”.

Em relação ao ano passado, segundo o meteorologista Patrício Oliveira, o inverno não foi normal como seguirá este ano. De acordo com ele, no período das chuvas, que ocorrem mais em maio e junho, foi abril o mês que registrou maior volume d´água. “Esse ano o inverno seguirá normal durante os próximos meses, mas é importante se atualizar da previsão do tempo“, destaca Patrício.
As chuvas ainda devem ficar sujeitas à “variabilidade espacial e temporal”, ou seja, um grande volume de água em um local específico. Exemplo disso foi o município de Jaboatão dos Guararapes, que somente nas últimas 24h registrou 50 mm.

Anterior Proxima Página inicial