Repasse do FUNDEF aos professores de Carnaiba continua bloqueado a pedido do prefeito

 Os Professores da rede municipal de ensino, de Carnaíba, no Vale do Pajeú, continuam desde 2016, sem receber o repasse financeiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério - FUNDEF, bloqueados pelo Juiz José de Aragão Neto, a pedido do então prefeito José de Anchieta Gomes Patriota antes mesmo de tomar posse para seu terceiro mandato de prefeito.

O caso está um silêncio total, e com medo de represálias, professores silenciam-se diante da situação, que argumentam apenas estar na Justiça aguardando liberação de 60% do valor do repasse para a classe educadora e 40% para a prefeitura.

Em Dezembro do ano de 2016, o ex prefeito Zé Mário Cassiano, atual prefeito na época, assinou os cheques para fazer o pagamento aos professores, porém o prefeito eleito naquele ano e que tomaria posse em 1° de Janeiro de 2017, entrou com uma ação na Justiça pedindo o bloqueio do valor total.
Posteriormente o Desembargador Demócrito Reinaldo Filho indeferiu o efeito suspensivo ao agravo de instrumento pedido pelos professores de Carnaíba através da Associação dos Servidores Municipais no caso dos Precatórios, cujo recurso os educadores queriam que fosse aplicado imediatamente para pagamento de vencimentos, no valor de 2 milhões e meio.
A Associação alegou ter firmado acordo com ex prefeito Zé Mário Cassiano visando a liberação, até 31 de dezembro de 2016, de verba proveniente de precatório a ser recebido pela municipalidade relativo a diferenças de repasse de recursos do extinto FUNDEF. Alegou a associação que era cabível a homologação do acordo firmado e devida a liberação dos recursos para aplicação em favor dos professores municipais.
Foi quando, o atual Prefeito  Anchieta Patriota, ainda sem tomar posse, ingressou com ação questionando  o acordo, bem como ressaltando haver provimento judicial exarado pelo STF suspendendo a aplicação da verba proveniente do extinto FUNDEF, em razão de ainda não haver definição da possível aplicação do recurso, o que foi acatado pelo Juiz José Aragão Neto, hoje atuante em Jaboatão dos Guararapes.
Assim, a Associação dos Servidores Municipais de Carnaíba interpôs agravo de instrumento, para que a homologação do acordo fosse celebrada, sendo devido o repasse das verbas em favor dos professores municipais.
O valor continua bloqueado em uma conta do Fundeb, na Caixa Econômica Federal, do qual 60% do valor já deveria ter sido repassado aos educadores carnaibanos.

JÁ EM SERRA TALHADA
A secretária de educação, Marta Cristina, participou nesta segunda-feira (11) da assembleia do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Serra Talhada (SINTEST), onde, além de outras pautas, comunicou o repasse do rateio do FUNDEB 60% referente ao ano de 2018 no valor R$ 1.408.000,00 (Um milhão, quatrocentos e oito mil reais) divididos entre os docentes do quadro efetivo.

Anterior Proxima Página inicial