Prefeitura de Afogados não paga conta e Celpe corta energia do mercado do peixe e de carnes em Afogados

 Os peixeiros e comerciantes de carnes que atuam no Centro de Comercialização de Peixes e Carnes, na rua Diomedes Gomes Lopes, em Afogados da Ingazeira, estão sem atividades de comercialização desde a manhã de ontem, sexta feira 08. depois de ter o fornecimento de energia elétrica suspenso pela Companhia Energética de Pernambuco -CELPE, por falta de pagamento por parte da Prefeitura municipal.
 Interditado pelo Vigilância Sanitária em operação no dia 31 de Julho do ano passado (2018) devido a ineficiência de funcionamento e manutenção, o Mercado do Peixe e Açougue Publico Municipal teve que transferir os comerciantes para duas garagens unificadas na Diomedes Gomes, onde teve a energia "cortada" por falta de pagamento.

Segundo os comerciantes, enquanto utilizavam o Mercado Municipal, uma taxa era paga pelos peixeiros e comerciantes de carnes para a prefeitura manter a manutenção do local, o que não aconteceu, derivando assim a interdição do local por falta de manutenção.

O mesmo acontece no novo local. Peixeiros afirmam pagar em média entre R$ 50 e R$ 60 para o governo manter o local, mas surpreenderam-se na manhã da sexta feira 08, quando tiveram o serviço de eletrificação suspenso pela CELPE.
 O Vereador Wellingotn JK, foi chamado no local e ouviu reclamações e diversos pedidos dos comerciantes de carnes e peixes.
Para os peixeiros, a comercialização de peixe se manteve até a manhã deste sábado 09, devido manter o produto à base de gelo, garantido a conservação do peixe, já os comerciantes de carnes, tiveram grande prejuízo, tendo que baixar as portas.

Segundo a denuncia do vereador JK, no local existem apenas duas pias para uso dos seis peixeiros que vendem no local. Enquanto um trata os peixes, os outros aguardam em fila atrasando o atendimento ao cliente e prejudicando a conservação do produto.

Os comerciantes ainda afirmam que não é a primeira vez que o local tem a energia suspensa por fata de pagamento.
-" O que eu peço ao prefeito José Patriota, é que dê aos trabalhadores o direito de trabalhar". Disse JK ao Blog do Cauê Rodrigues.

Até o fechamento desta matéria às 10h05 deste sábado, o serviço de energia ainda não tinha sido restabelecido.

Anterior Proxima Página inicial