No Rádio, Vereadores de oposição de Carnaiba rebatem prefeito e cobram prestações de contas de obra na Itã

 Os vereadores Neudo da Itã, Anchieta Crente e o Presidente da Câmara de Carnaíba, Gleybson Martins, acompanhados do Assessor Jurídico da Câmara Dr. Jonas Cassiano, participaram na manhã desta terça feira 19, participando do programa Manhã Total, da Rádio Pajeú FM, rebatendo as criticas proferidas pelo prefeito de Carnaíba Anchieta Patriota, além do Projeto onde o prefeito pede a Câmara mais meio milhão de reais para concluir uma obra que já deveria ter sido concluída.
Na última quarta, a Câmara apresentou o projeto de lei oriundo do Executivo para suplementação de pouco mais de R$ 500 mil, devido a falta de prestação de contas  de uma dotação autorizada anteriormente, de R$ 637 mi, para contratação de empresa para construção de salas de aula, auditório, banheiros e quadra na Escola Frederico Bezerra Maciel, na comunidade de Itã. A única apresentada no Projeto, o que desmente o prefeito de que as obras seriam estendidas para outras localidades como Ibitiranga, Lagoa do Caroá e Serra Branca.
O referido projeto não foi aprovado e nem reprovado, já que precisa de maioria para a provação, no mínimo seis (06) votos, já que o prefeito tem 4 vereadores e a oposição soma a maioria de seis (06), o projeto acaba sendo arquivado por falta de quorum.
Os vereadores de posição suspeitam de desvio de recursos públicos na obra da Escola Padre Frederico Bezerra, o que levou o imbróglio do debate.

No ano de 2018, o Prefeito Anchieta Patriota abriu o processo licitatório n.º 045/2018, por meio do qual contratou uma empresa especializada para construir salas de aulas, auditório, banheiros e quadra poliesportiva coberta naquela escola no importe de R$ 636.701,22 (seiscentos e trinta e seis mil setecentos e um reais e vinte e dois centavos).

Apesar do vultuoso montante destinado àquelas obras, em 06 de fevereiro de 2019, além de não ter concluído o serviço, o prefeito Anchieta Patriota apresentou a proposição de n.º 04/2019, solicitando a Câmara de Vereadores que aprovasse um crédito adicional de tipo especial (autorização de abertura de crédito suplementar) para empregar na mesma obra mais meio milhão de reais.
Devido a suspeita de desvio de recursos públicos aplicados através da licitação n.º 045/2018, a Câmara de Vereadores  encaminhou expediente ao Ministério Público para investigar os fatos para posterior deliberação em assembleia.

A oposição pede que o prefeito Anchieta Patriota  preste contas do que já fez com os mais de seiscentos mil reais empregados na obra antes de a Câmara aprovar eventual crédito suplementar para uma obra que já deveria ter sido finalizada.

Anterior Proxima Página inicial