Em Serra Talhada, Delegado emite nota sobre caso de ameça em escola e alerta sobre punição

 Após uma dita, “brincadeira de mau gosto”, feita por um estudante de 15 anos da escola Erempac, em Serra Talhada, enviando fotos de uma arma e ameaças de “matar geral” a um grupo de WhatsApp do 1º Ano da escola, a Polícia Civil emitiu nota à imprensa comentando o caso.
O documento é assinado, nesta quinta-feira (21), pelo delegado municipal Cley Anderson Rodrigues, onde alerta sobre consequências que podem acarretar perante a lei esse tipo de atitude. As informações são do Farol.
NOTA POLÍCIA CIVIL DE SERRA TALHADA
A Delegacia de Polícia de Serra Talhada tomou conhecimento acerca de que um aluno de uma Escola Estadual nesta Cidade estaria exibindo e compartilhando foto de uma arma onde supostamente dizia que iria atentar contra os alunos da instituição escolar na data de ontem, 20/03/2019.
A Polícia Civil entrou em contato com a direção da escola e que informou que as medidas pedagógicas foram devidamente tomadas.
Foi identificada a mãe do adolescente que admitiu que seu filho tirou uma foto de uma arma de airsoft (semelhante a uma arma real) de seu primo e estava fazendo uma “brincadeira” para assustar os colegas em grupos de WhatsApp.
Destaca-se que provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente é uma contravenção penal tipificada na lei. Adolescentes que novamente iniciarem esse tipo de conduta podem ser submetidos a boletim de ocorrência circunstanciado e apresentados ao Ministério Público para as providências cabíveis.
Quem propaga indevidamente tais informações também podem responder pelo delito. A Polícia Civil está atenta a tais condutas e aconselha os pais que conversem com seus filhos para quem não façam esse tipo de atitude que só geram pânico e contratempos desnecessários.
Cley Anderson de Queiroz Rodrigues
Delegado Titular da DP da 177ª Circunscrição – Serra Talhada/PE

Anterior Proxima Página inicial