Avianca encerra operações no Aeroporto Internacional Senador Nilo Coelho, em Petrolina

 A companhia aérea Avianca Brasil confirmou, via comunicado oficial, que deixará de operar no Aeroporto Internacional Senador Nilo Coelho, em Petrolina, a partir de abril. A justificativa da empresa é “manter o compromisso de sustentabilidade e continuidade do negócio”, já que está com pedido de recuperação judicial, após anos de crescentes prejuízos e atrasos em pagamentos de aeronaves.

Além de Petrolina, a Avianca deixará de operar nos aeroportos do Galeão (RJ) e em Belém (PA). Sendo assim, a companhia passará a operar 26 aeronaves e 23 destinos já a partir do primeiro dia do próximo mês, deixando de lado todas operações, colaboradores e equipe de manutenção nestes três destinos.

“Os destinos e voos continuam operando normalmente com seus pousos de decolagens mantidos dentro do nosso planejamento“, diz o comunicado. “As passagens com bilhetes emitidos e rotas descontinuadas, cumpriremos a resolução 400 da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). E essas informações estão disponíveis em nosso site“, reforça a Avianca.

Anterior Proxima Página inicial