Saiba o verdadeiro "Raio X" sobre visita de vereadores da oposição nas Unidades de Saúde de Carnaíba

 Com o intuito de denigrir a imagem dos vereadores que formam a base de oposição politica em Carnaíba, sertão de Pernambuco,, um blog financiado pelo governo municipal postou uma matéria factoide enganando seus leitores como se o grupo formado pelos vereadores Anchieta Crente, Preguinho, Vanderbio Quixabeira, Irmão Adilson e o Presidente Gleybson Martins invadiram Unidades de Saúde na sexta feira 15.

Ora, mais do que nunca, os parlamentares estavam no seus direitos de fiscalizar o que é público, pois denuncias de falta de medicamentos e de medicamentos com datas de validades vencidas chegaram ao conhecimento da oposição que tem o direito constitucional de fiscalizar.

 Em nenhum momento houve nenhum tipo de invasão como foi publicado na matéria paga pelo governo. Na Unidade de Saúde Ismael Gomes Patriota, no Bairro de Carnaíba Velha, os parlamentares foram recepcionados por uma enfermeira de Afogados da Ingazeira que os atendeu e junto aos parlamentares adentram na unidade onde foi feita a pacifica e organizada fiscalização.

Na referida unidade os vereadores verificaram a falta de  quase 20 tipos de medicamentos, entre eles; Ácido Ascórbico, Ibuprofeno 600MG, Ácido Fólico, Aminofilina, Cefalexina, Ampicilina, Ciprofloxacino, Dipirona Sódica 500MG, Fluconazol. Metoclopramida, Permetrina 1%, Prednisolona, Sulfato Ferroso 40MG e Sais de Reidratação, bem como médico que não existe do PSF desde Outubro de 2018 e um livro de ponto sem assinatura de funcionários.
 Os vereadores ficaram em média meia hora no local e verificaram outras irregularidades no prédio, entre uma delas, a unidade é cercada por um enorme esgoto à céu aberto que jorra todos os dejetos ao lado na unidade.

Moradores do entrono da unidade também foram ouvidos pelos parlamentares e fizeram outras denuncias.
 Em seguida os parlamentares seguiram para a Unidade de Saúde José Cassiano Neto, no Bairro da Gitirana, construída na gestão do ex prefeito Zé Mário Cassiano.
Enquanto os vereadores ainda na recepção conversavam também com a enfermeira que também é da cidade de Afogados da Ingazeira, a Secretária Municipal de Saúde chegou mostrando nervosismo e indagando a ação dos vereadores.

O vereador Vanderbio quixabeira se apresentou á mesma como presidente da Comissão de Saúde, Já que a Lei Orgânica do Município exige que a Câmara crie várias comissões de fiscalizações e elaborações. A secretária disse que desconhecia existência da comissão e que não tinha obrigação de saber já que não era politica .

 Ao adentraram na unidade, a comissão dos vereadores foi acompanhada pela secretária que em um momento exigiu que os vereadores não se separassem dentro da unidade e que só teriam acesso onde a mesma os autorizasse.

Na Unidade da Gitirana, os vereadores descobriram que não há atendimento odontológico, mesmo constando em planilhas da Secretaria de Saúde que a referida Unidade consta de Consultório Odontológico e uma funcionária  identificada como Larissa Pereira de Brito que nunca compareceu ao posto. Todos os outros funcionários também desconhece a referida funcionária na unidade.
 Acompanhados da Secretária Selma Marques os vereadores fizeram visita a farmácia do PSF e constataram também a falta de médico e de medicamentos.

O Médico Dr, José Leite Santos do Amaral, é que está fazendo um breve atendimento  nas quartas e sextas feiras onde na verdade um médico deveria exercer a função 24 horas.

Indagada sobre o consultório odontológico que não funciona na unidade, a secretária Selma Marques afirmou que em até dois meses deverá ser montado, mas que os pacientes estão sendo atendidos em uma unidade móvel uma vez por semana.
 Saindo da Unidade José Cassiano Neto, na Gitirana, os vereadores decidiram ainda fazer uma visita a Farmácia Básica do município localizada na Secretaria Municipal de Saúde no Bairro Zé Dantas, para averiguar a veracidade da informação de que medicamentos que não constavam nos PSFs, estava disponível na Farmácia Básica.

Seguiram para a Secretaria os vereadores Preguinho, Anchieta Crente, Vanderbio Quixabeira e o Presidente Gleybson Martins, já que o parlamentar Irmão Adilson teve outra agenda no mesmo horário.
 Chegando na Farmácia Básica do Município, já foram atendidos com represálias por uma funcionária que por sinal também é da cidade de Afogados da Ingazeira. A mesma pegou a lista de medicamentos e apenas marcava todos como existentes na unidade.

O Presidente Gleybson atrás do balcão, pediu para que a mesma mostrasse os medicamentos, o que foi negada pela mesma e por outro funcionário que se encontrava no local usando short e chinelo de dedo numa repartição pública de saúde.
Mesmo assim, o Presidente da Câmara pediu educadamente para que a mesma pelo menos fotografasse os medicamentos e mostrasse a comissão que os mesmos ficariam satisfeitos, o que não foi atendido pela funcionária que em nenhum momento levantou-se da cadeira para atender a fiscalização, orientada pela Secretária de Saúde e seu governo.

A Assessoria de Comunicação da Câmara, acompanhou a comissão e gravou em vídeo toda a ação. Sem apresentar os medicamentos que supostamente estão em falta na secretaria, os vereadores saíram no prédio sem o direito de fiscalizar o que é do povo, pagos com o dinheiro público.
Anterior Proxima Página inicial