Preço do gás em Serra Talhada é debatido na Assembleia Legislativa

 Enquanto o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) silencia sobre uma suposta existência de cartel na venda de botijões de gás em Serra Talhada, o debate cresce em meio a sociedade. Agora quem fez a intervenção foi a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

No Pequeno Expediente dessa quarta-feira (20), o deputado William Brigido, do PRB, utilizou a tribuna e cobrou uma investigação para apurar a disparidade nos preços praticados na capital do xaxado. Segundo o parlamentar, o valor do botijão de gás varia entre R$ 85 e R$ 100 no município, enquanto a média em Pernambuco é de R$ 65.

“Em Petrolina, uma cidade que exige uma viagem maior para os caminhões que fazem a distribuição do produto, o botijão é vendido a R$ 55. Como esse mesmo produto pode alcançar R$ 100 em Serra Talhada?”, questionou.

Brigido cobrou do Ministério Público estadual (MPPE) que investigue a suspeita de cartel na revenda de gás na cidade. “Desde abril de 2018, estamos à espera de um parecer do órgão sobre os preços cobrados em Serra Talhada”, registrou.
Farol


Anterior Proxima Página inicial