Mulher que denunciou João de Deus comete suicídio

 A ativista e uma das mulheres que denunciou abusos sexuais cometidos por João de Deus e Prem Baba, Sabrina Bittencourt, 38, cometeu suicídio neste sábado (02/02). Gabriel Baum, filho de Sabrina, escreveu sobre a morte da mãe no Facebook e confirmou a notícia. “Ela deu o último passo pra gente poder viver. Eles mataram minha mãe”, postou, depois de confirmar que Sabrina havia se matado em um comentário no mesmo post. Fontes próximas à ativista também confirmaram a morte de Bittencourt à Marie Claire, na manhã deste domingo, (03).
Antes de tirar a própria vida, Sabrina escreveu um post em seu Facebook sobre sua vida e a luta pelas mulheres e minorias. “Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos.”. Sabrina, que morava em Barcelona, deixa três filhos.

Anterior Proxima Página inicial