Chuvas deverão ficar dentro da média em Pernambuco no trimestre janeiro, fevereiro e março, informa Apac

 A previsão climática sazonal para o período de janeiro, fevereiro e março/2019 (JFM) foi baseada nas análises dos campos globais dos oceanos Pacifico Equatorial e Atlântico Tropical e da atmosfera, bem como nos resultados de modelos numéricos e estatísticos de previsão climática para o referido trimestre. Os parâmetros oceânicos e atmosféricos apontam que o acumulado das chuvas para o trimestre JFM deverá variar de normal a acima do normal em todas as mesorregiões do estado (Sertão, Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife).
Ressaltando que os maiores totais de chuva devem ocorrer nos meses de janeiro e fevereiro, e com redução das chuvas no mês de março, justamente o mês mais chuvoso da climatologia do Sertão. Os modelos climáticos indicam a previsão de “El Niño” fraco e, de acordo com estudos científicos, a precipitação do Nordeste em anos de El Niño fraco é modulada pelas condições do Oceano Atlântico, as quais se mostram favoráveis às chuvas no Nordeste.
Nesse período, os principais sistemas meteorológicos que causam chuvas em Pernambuco são os Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis (VCAN) e Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Devido a grande variabilidade espacial das chuvas, podem ocorrer chuvas de forte intensidade, acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento em um município e chuvas fracas no município vizinho. Por isso recomenda-se o acompanhamento das previsões diárias emitidas pela APAC.

Anterior Proxima Página inicial