.

.

.

.

.

.

Ipea lança nesta segunda-feira (03) estudo inédito sobre jovens na América Latina e Caribe

 Os resultados da pesquisa Millennials na América Latina e no Caribe: trabalhar ou estudar?, que apresenta uma radiografia dos jovens de nove países (Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Haiti, México, Paraguai, Peru e Uruguai), serão divulgados nesta segunda-feira (03), a partir das 8h30, no auditório Divonzir Gusso, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em Brasília. Os dados, que vão além de renda ou nível educacional, envolvem mais de 15 mil jovens entre 15 e 24 anos da região.

A novidade desse estudo é a inclusão de variáveis menos convencionais como: as informações que os jovens têm sobre o funcionamento do mercado de trabalho, suas aspirações, expectativas e habilidades cognitivas e socioemocionais. O objetivo da pesquisa é entender melhor a decisão dos jovens que apenas estudam; apenas trabalham; combinam estudo e trabalho; ou nem estudam nem trabalham. Com base nessas informações, os pesquisadores sugerem ações políticas para ajudar os jovens a fazer uma transição bem-sucedida de seus estudos para o mercado de trabalho.

A pesquisa foi realizada em parceria do Ipea com a Fundação Espaço Público (Chile), o Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento Internacional (IRDC), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com apoio do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo vinculado ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (IPC-IG/PNUD).

O evento, será lançado o livro Millennials na América Latina e no Caribe: trabalhar ou estudar? e exibido o vídeo Vozes da Juventude, com a participação de representantes da Embaixada do Canadá, BID, Organização Internacional do Trabalho (OIT), Secretaria Nacional de Justiça.

Anterior Proxima Página inicial