.

.

.

.

.

.

Morre Padre Genildo Herculano, pároco da cidade de Solidão aos 43 anos

 Por Nill Junior
Faleceu no início da noite no Hospital da Unimed, área central do Recife, o padre Genildo Herculano, Pároco de Nossa Senhora de Lourdes em Solidão. A informação foi confirmada pelo Bispo Diocesano Dom Egídio Bisol, pelo presbitério diocesano e pelos familiares em nota, assinada pelo Vigário geral da Diocese, Monsenhor João Carlos Acioly Paz.
“Agradecidos ao Senhor pelo presente da vida, rica de frutos espirituais, vivenciando o seu Ministério nas paróquias de Santo Antonio e São João Maria Vianey (Carnaíba), Mirandiba e Solidão confirmam a misericórdia de Deus Pai e para ele invocam o prêmio reservado aos seus filhos. Comunicamos a todos o falecimento deste nosso irmão ocorrido hoje no Hospital da Unimed, Recife-PE.
Pedimos à toda comunidade orações, como também agradecemos a todos que rezaram durante este período e prestaram solidariedade a esta Igreja Particular. Aguardem a programação do velório que será anunciada por nossa emissora Diocesana”, disse em comunicado à Rádio Pajeú.
Infecção bacteriana agressiva foi causa da morte: Padre Genildo deu entrada na unidade no dia 20 de outubro, depois de transferido de Salgueiro. Antes, passou por outras duas unidades. Os médicos diagnosticaram uma infecção bacteriana agressiva, que atingiu os pulmões do sacerdote.
Começava um tratamento intensivo na UTI da unidade. Médicos passaram ministrar uma bateria de antibióticos para buscar controlar o quadro que também afetou os rins. Cerca de dez dias depois, houve uma leve melhora. O bispo Diocesano Dom Egídio Bisol falou em “bons sinais de recuperação”, mas sempre tratando o quadro como grave. Os médicos chegaram a reduzir a sedação e iniciar alimentação por sonda.
Mas da semana passada para essa, o quadro se alterou drasticamente. A infecção evoluiu e o padre teve complicações como uma trombose e dificuldade de controle do nível de glicose. Aliás, o diabetes descompensado, sem controle, afetou segundo os médicos o quadro, deixando a imunidade e a resistência à infecção mais baixos.
Nesta segunda, o quadro passou a ser tratado como “gravíssimo”, e, segundo os médicos, “irreversível”. Padre Genildo tinha morte cerebral, não havia controle da pressão arterial e começava a haver falência de múltiplos órgãos. Na unidade, ele foi acompanhado durante este período pelo Padre Gilvan Bezerra, pelo irmão Gilberto Herculano. Também pelo Monsenhor João Carlos Acioly Paz e pelo Bispo Diocesano Dom Egídio Bisol.
Um dos mais jovens sacerdotes da Diocese: Nascido em 03 de fevereiro de 1975, Padre Genildo Herculano tem 43 anos e é um dos sacerdotes mais jovens do clero da Diocese de Afogados da Ingazeira. Natural de Santa Terezinha, no Alto Pajeú, teve sua formação na Paróquia de santo Antonio e São João Maria Vianey, em Carnaíba.  Atuou por dez anos na Paróquia de São João, em Mirandiba. Em janeiro de 2017, foi empossado como o novo pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Solidão. Assumiu a paróquia deixada pelo padre Jorge Adjan que assumiu a Paróquia do Bom Jesus Ressuscitado, em Serra Talhada. Depois de sua enfermidade, a Paróquia passou a estar sob os cuidados do Padre Aldo Guedes, na condição de Administrador Paroquial, nomeado por Dom Egídio Bisol.
Velório e sepultamento: preliminarmente, a informação é de que o corpo deverá chegar essa madrugada em Afogados da Ingazeira. Às 06h, deve seguir em direção à Solidão onde ficará até as 10h da manhã. Haverá uma missa na Matriz de Nossa Senhora de Lourdes às 09h da manhã. Após a passagem por Solidão, o corpo será levado para Santa Terezinha. Quanto ao horário do sepultamento, a Diocese aguarda a definição do horário de chegada dos irmãos do sacerdote que moram em São Paulo.

Anterior Proxima Página inicial