.

.

.

.

.

.

Governador eleito da Paraíba questiona Bolsonaro sobre saída de cubanos do ‘Mais Médicos‘ e pede alternativa

 O governador eleito João Azevêdo (PSB) questionou o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sobre a saída dos cubanos no programa ‘Mais Médicos’ e pediu, nesta sexta-feira (16), uma alternativa. João classifica a forma de lidar com a situação como ‘equivocada’.
“Tem cidades que dependem quase totalmente desses médicos. Como ficará o atendimento à população?”, indagou, em entrevista à rádio Arapuan FM.
Segundo o governador, caso não exista o interesse do governo federal em manter os médicos cubanos, que seja estabelecida uma nova proposta para manter os serviços que estão sendo oferecidos pelos médicos, que acontecem na maior parte dos casos em cidades do interior.
Para ele, é necessário que assunto seja discutido ‘de uma melhor maneira’ para que o sistema não seja desestruturado de forma súbita. “Pode discordar, mas não pode desativar este programa”, argumentou o socialista.
Na Paraíba, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, 134 cubanos atuam participando do programa em 70 municípios no Estado e podem deixar o estado após decisão do governo cubano. As cidades que contam com um número maior de cubanos são Pombal e Cajazeiras, no Sertão paraibano

Anterior Proxima Página inicial