.

.

.

.

.

.

“Tá vendo essa negraiada? Vai morrer”, diz estudante

 Um estudante de Direito apoiador do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) perdeu o emprego no escritório de advocacia em que trabalhava após divulgar vídeo nas redes sociais dizendo que estava indo votar “ao som de Zezé, armado com faca, pistola, o diabo, louco para ver um vadio, vagabundo com camiseta vermelha e já matar logo”.
O filme, de pouco mais de 20 segundos, circulou em grupos de WhatsApp durante esta segunda (29), dia seguinte à vitória do capitão reformado. O rapaz se apresenta nas redes como Pedro Bellintani Baleotti, de 25 anos.
No fim do vídeo, ele filma duas pessoas negras em uma moto e afirma: “Tá vendo essa negraiada? Vai morrer! Vai morrer! É capitão, caralho”.
O vídeo chegou à cúpula do escritório DDSA, que desligou o jovem de seus quadros imediatamente. Procurado, Baleotti desligou as ligações quando a repórter se identificou como jornalista da Folha.  (FSP)

Anterior Proxima Página inicial