.

.

.

.

.

.

Pernambuco teve maior taxa de votos brancos e nulos

 O resultado das eleições proclamado no último domingo mostrou Pernambuco com o maior percentual de votos nulos e brancos no país. Na disputa presidencial, dos 5,3 milhões de eleitores que foram votar no estado 12,4% (667 mil pessoas) optaram por anular ou votar em branco, de acordo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com relação à disputa pelo governo do estado, o número de eleitores que seguiu o mesmo caminho chegou a 1,6 milhão. Um número maior do que os votos obtidos pelo senador Armando Monteiro (PTB), que ficou em segundo lugar na eleição estadual com 1.361.588 votos.
Na avaliação de Priscila Lapa, cientista política da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (Facho), os números revelam o momento vivido por Pernambuco que passou fase conjuntural em relação à construção dos palanques eleitorais. Priscila se refere às alianças construídas pelo PSB e PT que, segundo ela, deixou o eleitor “em uma enrascada”. “Houve uma rearrumação que não ficou muito clara aos olhos do eleitor. E isso aconteceu dos dois lados porque a oposição também não conseguiu se viabilizar como uma alternativa eleitoral”, destacou, referindo-se à coligação de Armando Monteiro.

Anterior Proxima Página inicial