.

.

.

.

.

.

Pernambuco e o mau exemplo na luta contra a corrupção

 Sob o comando do governador reeleito Paulo Câmara (PSB), a Assembleia Legislativa aprovou, na tarde da terça (30), o Projeto de Lei nº 2066/2018, de autoria do Poder Executivo, que prevê a extinção da Delegacia de Combate a Corrupção em Pernambuco. 

Essa delegacia, que tem a frente a delegada Patrícia Domingos foi responsável nos últimos quatro anos por 15 operações que resultaram em 49 presos, entre políticos e empresários envolvidos em esquemas de corrupção. Ou seja: um exemplo para o Brasil. E o que aconteceu? O governador mandou extinguir, pulverizando sua atuação por vários departamentos. No momento em que o Brasil dá um recado que não quer políticos corruptos, não aceita a corrupção, Pernambuco marcha contra a maré sob o comando de um governo que tem, neste momento, três prefeituras aliadas do atual governador Paulo Câmara (PSB) sendo investigadas pela delegada Patrícia Domingos (Cabo, Recife e Ipojuca). 

Coincidência? Ou legislação em causa própria? Porque tanta pressa em acabar com uma delegacia que combate a corrupção? O Brasil se pergunta e a bolada que os 37 deputados estaduais favoráveis ao fim da delegacia de combate a corrupção e o governador deram nos eleitores já repercute em todo o País. Foi destaque na Globonews e já corre a imprensa Brasil à fora. Pelo jeito Pernambuco vai continuar a ser destaque, só que como mau exemplo. Esse é o Pernambuco na frente.

Anterior Proxima Página inicial