.

.

.

.

.

.

O centrão e a reforma de Previdência de Bolsonaro

 Líderes de partidos do centrão contrários à reforma da Previdência têm dito que, se quiser mesmo aprovar mudanças este ano, Bolsonaro deve subir à tribuna e defender as novas regras
“Ele quer terceirizar o desgaste. Como presidente eleito, tem que ser o comandante da reforma da Previdência na Câmara”, diz Paulinho da Força (SD-SP).
Medidas anunciadas pela equipe de Bolsonaro dividiram opiniões. Integrantes da área do comércio dizem que a fusão do Ministério da Indústria com o da Fazenda vai ajudar o setor a ter um tratamento mais plural. Industriais torceram o nariz.
Ex-ministros da Fazenda dizem que Paulo Guedes centralizou tantos poderes que não poderá partilhar nem seus acertos nem seus erros.  (FSP)

Anterior Proxima Página inicial