.

.

.

.

.

.

Guia do eleitor em Pernambuco: voto em trânsito, justificativa, o que pode e o que não pode na eleição

 Mais de 6,5 milhões de pessoas votam em Pernambuco, no domingo (7), primeiro turno das Eleições 2018. O estado concentra 4,46% dos eleitores do Brasil e se configura como o sétimo maior colégio eleitoral do país. Há 3.247 locais de votação, nos 184 municípios do estado. (Veja vídeo acima)

Desde a quinta-feira (4), 23 mil urnas eletrônicas foram distribuídas entre as 20.049 seções existentes nas 122 zonas. O horário eleitoral é das 8h às 17h e, no Grande Recife, foi montado um esquema de mobilidade para reforçar os ônibus no período.

Na capital pernambucana, onde votam 1,5 milhão de pessoas, o maior local de votação, com 10.350 eleitores, é o Colégio Santa Maria, em Boa Viagem, na Zona Sul. O menor local, com 139 eleitores, é a Escola Novo Contato, em San Martin, na Zona Oeste.

Na manhã deste sábado (6), o Tribunal Regional Eleitoral realizou o sorteio para escolher as urnas que serão auditadas no dia da eleição. O procedimento ocorre para se certificar de que a urna eletrônica, utilizada desde 1996 no Brasil, é confiável.

A ordem da votação será a seguinte:

Deputado federal: 4 dígitos
Deputado distrital: 5 dígitos
Senador (1ª opção): 3 dígitos
Senador (2ª opção): 3 dígitos
Governador: 2 dígitos
Presidente: 2 dígitos
Segurança
O primeiro turno das eleições 2018 em Pernambuco conta com 15.416 agentes de segurança pública, entre policiais civis, militares, científicos e bombeiros. A operação, que reúne órgãos eleitorais e de segurança do estado, começou na quinta-feira (4) e segue até o domingo (7), dia da votação.

O número de policiais destacados para trabalhar no primeiro turno é 18% maior que o utilizado nas eleições municipais de 2016, quando 13.056 policiais militares e civis atuaram.

Uma das novidades na Operação Eleições 2018 é a implantação de três Centros Integrados de Comando e Controle, um situado no Centro do Recife, outro em Caruaru, no Agreste, e outro em Serra Talhada, no Sertão.

O que o eleitor não pode
Levar celulares e equipamentos eletrônicos à urna
Tentar coagir outros eleitores a modificar o voto
Usar alto-falantes e amplificadores de som
Fazer propaganda "boca de urna"
Tirar foto na cabine de votação
Fazer comício ou carreata
O que o eleitor pode
Vestir roupas de campanha de candidatos
Levar "cola" escrita ou impressa em papel, com números dos candidatos anotados
Manifestar opinião de forma individual ou silenciosa com broche, bandeira e adesivo
Manifestar pensamento, mas sem anonimato, inclusive na internet
Levar água ou alimentos no dia.

Anterior Proxima Página inicial