.

.

.

.

.

.

Esquema criminoso de compra de votos no Recife é revelado pelo jornal espanhol El País

 A edição online do jornal El País divulgou, na quarta-feira (3), o passo a passo da compra de votos na periferia da capital pernambucana. De acordo com a publicação, existe uma tabela de valores que é influenciada pela contribuição que o eleitor pode fazer à determinado candidato.
Segundo a publicação, os eleitores que colam adesivo na porta de casa recebem R$ 30; se for bandeira, o valor fica acima de R$ 100. Além disso, quem entregar o número do título de eleitor recebe R$ 40. De acordo com o Tribunal Regional de Pernambuco (TRE-PE), Recife registra uma média de 18 denúncias diárias relacionadas à irregularidades nas campanhas.
O TRE-PE pede a contribuição da população para identificar e denunciar os candidatos ao Ministério Público (MPPE) pelas práticas criminosas. Para isso, os eleitores tem uma importante arma contra crimes eleitorais ao seu favor, trata-se do aplicativo Pardal. O assessor de comunicação do TRE lembra que quando o crime é constatado, o candidato mesmo ganhando, pode ser cassado e impedido de tomar posse do mandato.

Anterior Proxima Página inicial