.

.

.

.

.

.

Embrapa Semiárido incentiva adoção de tecnologias ILFP para a produção animal sustentável em Mirandiba

Representantes da Embrapa Semiárido, sediada em Petrolina, participaram de uma reunião em Mirandiba com membros de diversas entidades sociais e prepostos governamentais visando apresentar as diretrizes do ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta), com intuito de fortalecer a produção animal sustentável. O encontro aconteceu nessa terça-feira, 23, na sede da Associação Quilombola Zumbi dos Palmares e contou com a participação de Alvinho Patriota, na condição de produtor rural, e de Gilberto Pires, do Núcleo de Comunicação da Embrapa. Os esclarecimentos sobre o ILPF foram feitos por Salete Moraes, pesquisadora da área de Sistemas de Produção Animal Sustentáveis.
“Os sistemas ILPF são específicos para as regiões semiáridas pelas características inerentes de dificuldades climáticas que a gente possui aqui”, explicou Salete, falando sobre os próximos passos da ação. “Depois dessa prospecção, a gente quer movimentar, estimular e mobilizar os principais atores do processo, como representantes de entidades, os próprios agricultores, órgãos governamentais e todo o resto, para que essas ações de sustentabilidade na produção animal em regiões semiáridos aconteçam”, informou, em entrevista ao Blog Alvinho Patriota.
Salete acrescentou que a Embrapa Semiárido planeja realizar um Dia de Campo em Mirandiba no final de novembro, em data a ser agendada. “Estamos pensando qual a melhor data para a gente fazer um Dia de Campo explicativo e fechar com uma reunião selecionando as áreas que vão ser referências”, disse, expondo que os pontos de referência são locais de capacitação para a implantação de tecnologias nas propriedades de toda a região.
A pesquisadora destaca que desde meados de 2010 a Embrapa Semiárido desenvolve o ILPF, na tentativa de estimular a adoção de tecnologias para a sustentabilidade da produção animal no semiárido, que é uma região tão carente de pastagens. O foco é na criação de caprinos e ovinos. As ações são executadas com a ajuda da Associação Rede ILPF, formada por empresas privadas, que lançarão editais em 2019 para prospectar a tecnologia no campo.
Nas Unidades de Referência Tecnológica são realizados dias de campo e eventos técnicos, capacitações e disseminações de informações sobre os sistemas integrados de produção agropecuária. A ideia é levar isso para Mirandiba, estendendo em breve para toda a área, inclusive Salgueiro. 

Anterior Proxima Página inicial