.

.

.

.

.

.

Filho deputado de Bolsonaro ameaça jornalista

 Thaís Bilenky – Folha de S.Paulo
Filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ignorou intimações para se manifestar no Supremo Tribunal Federal sobre acusação de ameaças a uma jornalista.
Denunciado pela Procuradoria-Geral da República em abril, Eduardo não constituiu advogado para o caso, o que dificultou sua intimação. Ele já havia sido convidado a se manifestar antes da denúncia, ainda em dezembro de 2017, mas não o fez. 
Depois, por falha administrativa, a intimação do relator, ministro Luís Roberto Barroso, em abril, só foi publicada em 5 de setembro. O deputado, mesmo assim, ignorou.
Em novo despacho, nesta quarta (26), Barroso determinou que Eduardo Bolsonaro seja intimado pessoalmente.
O caso decorre de acusação da jornalista Patrícia Lélis (Pros), hoje candidata a deputada, que apresentou conversas pelo aplicativo Telegram em que Eduardo Bolsonaro a ofende e ameaça.
Segundo Lélis, em julho de 2017, depois de uma troca de agressões públicas, ele se dirigiu a ela em privado pelo aplicativo. “Sua otária. Quem você pensa que é? Se falar mais alguma coisa, eu acabo com sua vida”, escreveu.

Anterior Proxima Página inicial