.

.

.

.

.

.

Em debate na TV Clube, Paulo volta a fugir de Armando

 No debate da TV Clube, realizado na sexta-feira (28) à noite, Paulo Câmara (PSB) mostrou que prefere fugir a enfrentar Armando para discutir os problemas de Pernambuco. O atual governador teve quatro oportunidades para dirigir perguntas a Armando, o que proporcionaria réplicas e tréplicas, colocando as ideias e experiência dos dois em confronto. Porém, o governista só debateu com Armando uma vez, evitando o embate nas três rodadas seguintes.  No debate realizado pela TV Jornal, há três dias, Paulo já havia feito a mesma coisa, correndo do enfrentamento a Armando.

O debate começou com Júlio Lóssio perguntando a Paulo sobre segurança e emprego, destacando que Pernambuco é o 20º colocado no ranking de competitividade dos estados brasileiros, levantamento realizado anualmente pelo Centro de Liderança Pública, em parceria com a revista The Economist. Pelas regras do debate, coube a Paulo a vez de perguntar e ele questionou a atividade parlamentar de Armando, questionando quantos projetos foram aprovados em benefício dos pernambucanos. “Ele não conhece a atividade parlamentar. Fiz 360 relatorias de projetos no Congresso e 30 deles viraram leis”, afirmou Armando. 

Entre elas, Armando destacou a Lei da Micro e Pequena Empresa, que apenas em Pernambuco beneficia mais de 300 mil estabelecimentos. Ele também foi relator do Fundo de Combate à Pobreza, que possibilitou a criação do Bolsa Família, maior programa de transferência de renda do mundo. Armando também assumiu a relatoria do projeto que permitiu que as donas de casa pudessem se aposentar, pagando apenas 5% de INSS. “Eduardo Campos, que era um líder de verdade, me escolheu para ser seu candidato ao senado após 12 anos de atuação no Congresso e você mesmo votou em mim”, disse Armando.

Armando debateu com Mauricio Rands sobre educação, pois ao contrário do que diz a propaganda oficial, Pernambuco enfrenta graves problemas neste campo, ficando na 20ª posição no Ensino Fundamental. Na segunda rodada, Armando perguntou a Júlio Lóssio sobre saúde, lembrando que há quatro anos o PSB prometeu construir quatro hospitais e não entregou nenhum, além de permitir que outras unidades fossem sucateadas. No bloco seguinte, Armando voltou a dirigir pergunta para Júlio Lóssio, desta vez sobre segurança, abordando as explosões de caixas eletrônicos em Pernambuco.

“Pernambuco vive um grave retrocesso, na saúde, na segurança e é campeão do desemprego. Na última semana fomos vítimas de um ataque covarde, pela campanha do nosso adversário. Quero me dirigir a você que está nos vendo, o atual governador teve a chance e foi muito ruim. Eu tenho uma vida honrada e limpa e estou preparado para fazer Pernambuco voltar a crescer”, afirmou Armando em suas considerações finais.

Anterior Proxima Página inicial