Quarta cirurgia de Bolsonaro tem início em São Paulo

  O presidente Jair Bolsonaro passa neste domingo por cirurgia no hospital Vila Nova Star em São Paulo. A operação estava prevista para às 7h, mas começou às 7h35. Trata-se do quarto procedimento cirúrgico ao qual o presidente é submetido desde o atentado sofrido há um ano de dois dias, em 6 de setembro de 2018, antes do primeiro turno da eleição.

A cirugia servirá para corrigir uma hérnia incisional e deve durar cerca de duas horas. Segundo especialistas, o procedimento é de média complexidade e baixo risco ao paciente. No caso da hérnia incisional, o problema é causado pelo enfraquecimento muscular da região que foi operada. Quanto mais cirurgias na mesma área, maior é a chance de surgimento dessa condição.

O cirurgião Antonio Luiz de Macedo e o cardiologista Leandro Echenique, médicos que atendem o presidente, chegaram ao local às 6h40.

Essa é a primeira operação de Bolsonaro no hospital — as outras cirurgias foram realizadas no Hospital Albert Einstein. Em maio, Antônio Luiz Macedo foi contratado pela Rede D'Or e passou a atender no hospital. A unidade de luxo conta com cinco salas de cirurgia. Na sala onde Bolsonaro está sendo operado, existe a possibilidade de que a família do presidente acompanhe o procedimento.

No fim da noite de sábado, por volta das 23h, Bolsonaro publicou em uma rede social estar confiante para a cirurgia. Ele havia dado entrada no hospital às 20h.

— Um grande dia hoje! Vi nos olhos dos brasileiros o renascer da esperança de um futuro melhor para o Brasil. Com a permissão de Deus, inspirados nesse sentimento, buscaremos juntos este objetivo! Sigo confiante para a próxima cirurgia. Que Deus nos abençoe — escreveu o presidente.

O vice-presidente Hamilton Mourão irá assumir a Presidência pelos próximos cinco dias. A expectativa é que Bolsonaro fique internado por até dez dias, mas seus médicos admitem que o presidente pode deixar o hospital antes dessa estimativa.

Anterior Proxima Página inicial