Pais se desesperam com ameaças de suposto ataque de grupo Neonazista em escola de Cajazeiras, na Paraíba

 Circula em diversos grupos de Whatsapp em Cajazeiras, na Paraíba, prints e áudios de pais desesperados com mensagens trocadas por membros de um suposto grupo extremista Neonazista ameaçando matar alunos de um dos mais conhecidos colégios da região.
Nas conversas os alunos são ameaçados a obedecer ao chamamento do que eles chamam de “grande líder supremo Hitler ” para matar e limpar o mundo.

 Um áudio cuja autoria não foi confirmada, onde um policial chamado Major Alberto explica que um grupo de adolescentes trocava mensagens homofóbicas e racistas em um grupo Neonazista e o aluno foi suspenso.
A nossa reportagem teve acesso a diversos prints de conversa entre o aluno e o grupo de Neonazistas que ameaçavam o garoto a “matar o maior número de judeus, negros e ciganos”. Em outro trecho os membros do grupo fazem claras alusões de reverência a Hitler e ordenavam que se o menino não conseguisse fazer o que mandavam, poderia se matar.
Segundo informações duas viaturas estariam na escola e os pais e alunos muito apreensivos, as aulas foram suspensas e os pais foram chamados para uma reunião. A guarnição da Polícia Militar soube do caso por meio de mensagens e boatos e foi até lá averiguar, mas não confirmou a presença de armas ou a apreensão do menor.
A  reportagem do site Polêmica Paraíba tentou falar com o diretor do Colégio Nossa Senhora do Carmo (Carmelita), pois a escola é citada nos prints, mas o telefone deu desligado até o momento.
Fonte: Polêmica Paraíba - Publicado por: Alana Yaponirah

Anterior Proxima Página inicial