Após sucesso no festival Cine Pernambuco, longa Frei Damião - O Santo do Nordeste será exibido ao ar livre em São Miguel

 Em uma das cidades com forte histórico de devoção ao Frei Damião, São Miguel, será realizada a primeira exibição ao ar livre do filme Frei Damião - O Santo do Nordeste, dirigido pela cineasta pernambucana Deby Brennand e roteirizado por Nadezhda Bezerra. O evento, marcado para o dia 30 de setembro, acontecerá em um espaço super especial: no Santuário Frei Damião, que está sendo construído na cidade. 

A escolha do local não foi por acaso. “Além de  contar com um memorial em homenagem ao capuchinho, São Miguel foi palco das gravações do documentário e, também, a cidade do Nordeste mais distante que a equipe do Fábrica Estúdios visitou durante a produção do filme”, explica o produtor e produtor-executivo Gerardo Lopes. 

O evento começa às 17h, quando será feita uma caminhada da Igreja Matriz até o memorial. No Santuário Frei Damião, às 19h, haverá uma missa campal, reunindo os devotos que enxergam no Frei um símbolo de fé e cultura. Às 20h, o documentário será exibido. Um público de quatro a cinco mil pessoas é esperado no evento.
 FILME

O longa conta a história de Frei Damião, missionário que dedicou sua vida para evangelizar o Nordeste brasileiro e, atualmente, é venerável pela Igreja Católica. A pé, a cavalo ou de carro, o religioso andou mais de um milhão de quilômetros, levando a mensagem de Deus para os mais diversos lugares da região. 

Desde o dia em que desembarcou no Brasil, em 1930, até o dia em que faleceu - ou seja, durante 66 anos - não interrompeu suas Santas Missões em estados como Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Bahia e Ceará. “Ele levava não somente a palavra de Deus, mas representava também um grito pelos excluídos, pelos nordestinos e pela condição de pobreza que encontrava em suas andanças”, ressaltou Jairo Chaves, produtor executivo do filme.

Através de imagens inéditas captadas pelos cineastas Otacílio Cartaxo e Machado Bitencourt, filmagens gravadas em fitas VHS, entrevistas, depoimentos, testemunhos de milagres e reinterpretação de acontecimentos, o documentário procura mostrar que Frei Damião era um ser humano para além de religião. “O filme fala sobre uma pessoa que é muito forte dentro de uma religião, mas que é algo muito mais de fé, sensação e sensibilidade”, comenta Pablo Lopes, produtor e produtor executivo do longa.

CINE PE

Intitulado Hors Concours pela curadoria do Festival CINE PE, a exibição do documentário lotou o Cinema São Luiz com um público muito variado entre fiéis, admiradores e curiosos, na noite de abertura do CINE PE, no dia 29 de julho. O som dos aplausos finais entoados por toda a sala deixou claro que a recepção do público foi bastante positiva. 

O Frei Jociel Gomes, consultor de conteúdo do longa e vice-postulador da causa de canonização do Frei Damião, viu nas telas no Cinema São Luiz um sonho conquistado. “Está se tornando realidade agora e é muito interessante ver a figura de Frei Damião, que é um ícone não só religioso, mas também cultural, representado no cinema”, comentou.

Anterior Proxima Página inicial