MPPE faz operação no Instituto de Previdência de Orobó

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) desencadeou, hoje, a Operação Greed, para prender suspeitos de envolvimento em um esquema que teria desviado, a princípio, R$ 2,5 milhões em recursos do Instituto de Previdência Municipal de Orobó (Ipreo), no Agreste do estado. Foram emitidos cinco mandados de prisão e 12 de busca e apreensão.
A operação tem relação com a realizada em novembro de 2018, quando o ex-presidente do instituto, a esposa dele e amigos foram presos temporariamente suspeitos de envolvimento no esquema de concessão de aposentadorias fraudulentas ou inexistentes.
A ação desta terça é comandada pelo Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPPE) com apoio da Polícia Militar. Além de mandados em Orobó, foram emitidos outros para serem cumpridos no Recife, Abreu e Lima, Paulista e Vitória de Santo Antão.
Também há mandados para João Pessoa, na Paraíba, com apoio do Gaeco do Ministério Público da Paraíba, e em Santa Catarina, com apoio da unidade do MP catarinense em Chapecó. Não foi informado se os mandados para essas localidades são de busca ou de prisão, nem o nome dos alvos.
O balanço da operação, com outros detalhes e informações sobre os alvos, só deve ocorrer na quarta-feira (24).

Anterior Proxima Página inicial