Advogados desmente matéria do Diário de Pernambuco e diz que trabalho sobre cajueiro em Carnaíba é desenvolvido pela UFRPE/UAST

 Na segunda feira, o Jornal Diário de Pernambuco, publicou matéria sobre a retomada do plantio de cajueiro na Lagoa do Caroá, na zona rural de Carnaíba, reproduzida pelo Blog do Cauê Rodrigues e Nill Junior  [Relembre Aqui]. A matéria do jornal enfatizava que o resultado do trabalho era da Secretaria Municipal de Agricultura, o que na verdade não procede.

Diante disto, o Advogado Dr. Nelson Tadeu Daniel emitiu um artigo ao Blog destacando o "Projeto Revivendo os Cajueiros",
  em Flores e Carnaíba.


Fazem já  praticamente  três  anos  que surgiu a iniciativa do Projeto Revivendo os Cajueiros , nascido  do trabalho de conclusão de curso  do universitário José Romário, morador do distrito de Fátima, município de Flores, PE, da  UFRPE/UAST. A partir deste trabalho  a Universidade Federal Rural de  Pernambuco realizou um diagnóstico  nos dois município  ( Flores e Carnaíba)  onde foi constatado o total abandono  aos pomares  de cajueiros  na zona rural dos municípios de Flores e Carnaíba.
Constatou-se  que  o problema  além dos períodos de estiagem, a infestação da mosca branca e a enorme falta de assistência técnica aos agricultores e agricultoras dos dois municípios. A  URFPE/UAST juntamente  com a  Fundação Pedro Daniel,  após uma série  de reuniões  iniciaram, no ano de 2017, várias visitas técnicas em  cada localidade onde existia um pomar de cajueiros, tanto no município de Flores como  em Carnaíba. 
-"Realizamos palestras, visitas técnicas, distribuição de mudas de cajueiros. Destacando que  ambas as secretarias municipais de agricultura, não  fizeram nenhuma ação  antes  do início do Projeto Revivendo os Cajueiros. O trabalho acadêmico desenvolvido  pela UFRPE/UAST é essencial para levar conhecimento técnico  ao agricultor e agricultora destes  municípios, que se encontravam totalmente abandonados  sem nenhuma ação  nos últimos dez anos  tanto dos governos municipais  de Carnaíba, quanto de Flores! Não há  nenhum compromisso  com o desenvolvimento da agricultura de forma perene  e eficaz das gestões municipais"! 

 Ocorre apenas  ações de marketing  para enfeitar as redes sociais  de maneira efêmera para a população na busca de  vitrine para 2020. Quanto as ações do estado de Pernambuco  e mais desastrosa, deixou  milhares de cajueiros serem enfestado pela “mosca branca”  sem  mostrar a maneira de combater  essa praga, que  é facilmente controlada  no Estado do Ceará.

-" Mas  estamos  trabalhando de forma contínua  junto com a UFRPE/UAST , instituição seria,  representada  no projeto pelos Professores  Renato Augusto, Walter Santos, Neilza Reis  e  Elma Machado. Centenas de  agricultores e agricultoras já participaram das palestras e dos  dois Seminários  realizados nos anos de 2018 e 2019. Foi  implantada uma UD – unidade  demonstrativa  com  mais de  200 mudas de cajueiros no distrito de Fátima, Flores – PE.  Na UD  contamos com mudas geneticamente modificadas da Embrapa  nº 226 e CCP 076  altamente adaptadas para o semiárido. Além de mudas nativas  e outras variedades precoce para estudo, pesquisa e análise".

Nelson Tadeu Daniel 

Anterior Proxima Página inicial