Mulher é acusada de abandono de incapaz no Fátima II em Tabira

 Por volta das 16h30min, de ontem, sábado 29, a guarnição Ronda Municipal (ROMU) da Guarda Municipal de Tabira, ao fazer patrulhamento preventivo pelos bairros da cidade, foi informada pela Central de Comunicações (CECOM) que na Rua Ednaldo Moura de Arruda, no Fátima II tinha uma criança dentro de uma residência gritando. 

De imediato, fez-se o deslocamento até o local, onde foi constatado a veracidade dos fatos. Segundo relato dos vizinhos, D.C.S.A., 44 anos, desocupada, mãe da criança, teria saído para beber e deixado o menino de 10 anos, portador de necessidades especiais, em casa trancado. 

A.C.S.S., 24 anos, vizinha, ao escutar os gritos, adentrou na residência pela porta dos fundos e abriu a janela do quarto para dar alimento e água à criança. Diante dos fatos mencionados, a guarnição entrou em contato com o Conselho Tutelar que foi até ao local e conduziu o menor para residência de seu irmão. Foram feitas diligências pelo bairro com o intuito de encontrar a imputada, mãe da criança, obtendo êxito no bairro Cohab com visíveis sinais de embriaguez. Ela foi conduzida até a DP para serem tomadas as medidas julgadas cabíveis.

Anterior Proxima Página inicial