Sobral, no Ceará, comemora cem anos de eclipse que comprovou teoria de Einstein

 Uma cidade no norte do Ceará comemorou, nesta quarta-feira (29), os 100 anos de um eclipse que ajudou a comprovar a teoria da relatividade geral de Albert Einstein.

A lembrança de Einstein repousa num dos principais cenários de Sobral. A imagem do físico alemão está mesmo ligada à cidade do interior do Ceará. Ele nem pisou lá, mas sempre se mostrou agradecido pela importância que o lugar teve na comprovação da teoria da relatividade.

Naquele início do século passado, o físico alemão chocou os cientistas ao dizer que uma estrela enorme como o Sol, além de atrair as outras menores pela gravidade, também altera tudo ao redor: o espaço, o tempo e até a luz.

Para comprovar se Einstein estava correto, era preciso saber se a luz das estrelas, que a gente observa à noite, sofre algum desvio perto do Sol. Mas, para observar as estrelas durante o dia, era preciso um eclipse que encobrisse totalmente o Sol. E isso aconteceu há cem anos em alguns pontos da América do Sul e da África. Sobral acabou se tornando o melhor deles para a observação.

Para lá foram cientistas britânicos, munidos de telescópios e muita sorte: o céu não podia ter nuvens durante os cinco minutos em que o Sol ficou totalmente coberto pela Lua. E o tempo contribuiu para que eles tirassem fotos que mostraram as estrelas num lugar diferente de onde deveriam estar de acordo com os mapas celestes.

Isso provou, através de cálculos, que a luz delas tinha sido desviada pelo Sol, como a mente de Einstein havia imaginado.

“Quando foi feito o anúncio, em novembro de 1919, de que o fenômeno existia e existia conforme a previsão dele, ele se tornou uma celebridade mundial na época. Como exemplo de uma pessoa que conseguiu algo extremamente importante: mergulhar nos segredos da natureza com o pensamento e a linguagem que o homem aprendeu a interpretar tirando da natureza”, explica Emerson Almeida, diretor do Museu do Eclipse.

Para celebrar a data, Sobral reinaugurou o Museu do Eclipse, que leva às novas gerações imagens da expedição, da vida e carreira de Einstein, dos avanços da ciência e a frase que resumiu o sentimento do gênio alemão: “O problema que minha mente formulou foi respondido pelo luminoso céu do Brasil”.

Anterior Proxima Página inicial