Mulher é assassinada pelo próprio companheiro dentro de Motel, em Gravatá

 Na madrugada desta segunda-feira (6), foi assassinada dentro de um motel as margens da BR 232 em Gravatá, a jovem Maria Luiza da Silva Ferreira, de 19 anos. O fato só foi descoberto durante a tarde quando funcionários do estabelecimento desconfiaram que havia algo errado, foram até o quarto do motel e se depararam com a vítima morta. Ela foi morta por asfixia causada por estrangulamento ou enforcamento.

O delegado da cidade Dr. Álvaro Grako, disse que a sua delegacia tomou conhecimento do caso e a partir dai foram feitas as primeiras diligências e interrogadas as primeiras pessoas, além de ter sido feita perícia no local de crime, iniciou-se a procura da pessoa conhecida como “Nego Lau”, ex-presidiário, companheiro da vítima e que após diligências em Gravatá, houve notícia de que o suspeito não mais se encontrava na cidade e nesse sentido, de posse da informação da autoria, policiais militares de Gravatá entraram em contato com policiais militares de Bezerros, que conseguiram capturar “Nego Lau” e o conduziram até a delegacia de polícia de Gravatá, onde foi lavrado o Auto de Prisão em Flagrante Delito pelo crime de feminicídio. 

Durante a lavratura do procedimento, “Nego Lau” confessou a prática do crime, onde informou ter iniciado uma discussão com a vítima em um bar, posteriormente foi com a vítima para o motel, onde se desentenderam por ciúmes e em seguida, acabou por ceifar a vida da vítima sufocando-a e enforcando-a com uma toalha próximo à cama em que estavam e arrastando-a até o banheiro para que seu corpo não fosse notado caso alguém abrisse a porta da suíte.

Anterior Proxima Página inicial