Em Serra Talhada, Jovem é vítima de disparo de arma de fogo durante abordagem da Polícia Militar

 Um jovem serra-talhadense corre o risco de perder o movimento de dois dedos após ser vítima de um disparo de arma de fogo durante uma abordagem policial no início da tarde desta quinta-feira (9), em um cruzamento da Rua Enock Inácio de Oliveira, no Centro de Serra Talhada.
A madrasta da vítima, Erivoneide Pereira de Souza Mourato, de 38 anos, cabeleireira, e moradora do bairro São Cristóvão, que repassou todos os detalhes do acontecimento, inclusive detalhes médicos do rapaz que pode ter parte de sua vida prejudicada.

Thiago Henrique Pereira dos Santos, 20 anos, trabalha como entregador de marmitas e estava durante o seu ofício quando ultrapassou um sinal amarelo e foi avistado por um policial militar da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam – 14º BPM) que ligou sua sirene em alerta e ordenou a parada do jovem.

“Ele sobrou na rua, parou no acostamento já com as mãos levantadas, aí o policial já chegou atirando. Atirou e saiu do local, deixou ele lá. O menino deixou a moto lá e correu para pedir ajuda na São Vicente, foi atendido pelos médicos Dr. Eugênio e Dr. Clístenes e eles disseram que o menino teve uma fratura exposta, terá que passar por duas cirurgias e ainda pode perder o movimento de dois dedos, o mindinho e o anelar. Foi transferido para o Hospam, vai ser operado lá”, descreveu Erivoneide.

Ainda segundo a cabeleireira, Thiago Henrique é um rapaz trabalhador e a família ainda não sabe como lidará com a situação, mas estão todos indignados com o caso.

“Ele é um rapaz direito, não bebe, não fuma, só vive do seu trabalho. O patrão dele chegou aqui chorando com a situação. Eu ainda nem sei o que fazer diante disso. A família toda está perturbada e indignada, porque ele não merecia uma coisa dessas e nem estava fazendo nada errado”, finalizou. (Farol)

Anterior Proxima Página inicial