Projeto de redução de salários de vereadores de Carnaíba é discutido na Câmara Municipal e irrita grupo do prefeito

 O Projeto de Lei de Resolução de nº 04/2019, apresentado pelo grupo de vereadores de oposição do município de Carnaíba, no interior de Pernambuco, formada pelo Presidente Gleybson Martins e pelos vereadores Neudo da Itã, Irmão Adilson, Preguinho, Anchieta Crente e Vanderbio Quixabeira,  que reduz os salários dos vereadores do municipio voltou a ser pauta na ultima sessão da câmara na quarta feira 10, apos ser votado os Pareceres das Comissões de Redação e justiça e Finanças e Orçamentos de n° 09/2019.
Uma atitude inédita na região do Vale do Pajeú. Atualmente os vereadores de Carnaíba recebem um salário no valor de R$ 6.950,00 (Seis mil novecentos e cinquenta reais), valor maior que vereadores do município de Afogados da Ingazeira, localizado ao leste de Carnaíba com uma população duas vezes maior onde os parlamentares recebem um salário de R$ 6.010,00 (Seis mil e dez reais).
 Para o vereador Neudo da Itã,  a ação é inédita e que o projeto serve para adequar o Legislativo no município, reduzindo o salário dos vereadores para 6.100,00 (Seis mil e cem reais). Ele afirma que isso se pode fazer.
-“Estamos fazendo o que nenhuma câmara de vereadores tem coragem de fazer. os vereadores da base do prefeito ficaram com ódio que até abandonaram o segundo expediente. A base do governo só está aqui para defender ações do prefeito enquanto os vereadores de oposição de fato trabalha. Que essa atitude seja vista a nível de Brasil como exemplo. É possível fazer isso, defendendo a sociedade, dinheiro público deve ser tratado com respeito”. Justificou o vereador na penúltima sessão da casa.
 Os Membros das Comissões votaram a favor dos Pareceres, o que levantou ira dos vereadores Cicero Batista, Everaldo Patriota, Alex Mendes e Antônio Chico que defendem a permanência do valor absurdo de R$ 6.950,00 (Seis mil novecentos e cinquenta reais).
Os vereadores ligados ao grupo do prefeito votaram contra a redução de seus salários pedem que a redução seja feito no pagamento dos servidores que ganham o valor de apenas um salário mínimo.

A Câmara precisa economizar, para que consiga pagar o salário do Secretário de Gabinete do governo de Anchieta Patriota que na Justiça, pediu que a câmara seja obrigada a pagar o salário de seu secretário Antônio Venâncio, fazendo assim a Câmara pagar salários de 12 vereadores, quando na verdade só existem 11 parlamentares, já que Everaldo Patriota assumiu a vaga de Antônio Venâncio, este ultimo assumindo uma secretaria fantasma no governo de Anchieta Patriota.
A votação final da redução de salários será votada na Sessão de quarta feira 17.

Anterior Proxima Página inicial