Ingerir bebidas muito quentes 'aumenta risco de câncer em 90%', alertam os especialistas

 Beber mais de três xícaras de chá quente diariamente aumenta a probabilidade de aparecimento de câncer na garganta em 90%, alertam os especialistas.
E as más notícias não se restringem apenas ao consumo de chá. A ingestão de qualquer bebida extremamente quente, incluindo café ou leite, tem o mesmo efeito.
Os cientistas alertam que o hábito duplica o risco de desenvolvimento de tumores.
Os líquidos quentes danificam o tubo alimentar, podendo assim contribuir exponencialmente para o desenvolvimento de câncer, segundo um novo estudo realizado por investigadores da Universidade de Teerã, no Irã.
Cientistas garantem que consumir apenas três xícaras de algum tipo de líquido quente – com temperaturas superiores a 60ºC – aumenta o risco de câncer em 90%.
O líder do estudo, o professor e cientistas Farhad Islami, aconselha que se espere até que a bebida esfrie um pouco antes de a consumir.
“Muitas pessoas gostam de beber chá ou café fervendo, todavia, e de acordo com a nossa pesquisa, consumir bebidas extremamente quentes pode aumentar o risco de ocorrência de câncer esofágico”, explica Islami.
A comunidade médica alerta que os números relativamente a esse tumor estão subindo rapidamente, em cerca de 60% para os homens nos últimos 30 anos e em cerca de 10% em mulheres no mesmo período de tempo.
Os cientistas acreditam que o calor danifica o esôfago provocando a inflamação dos tecidos e dos órgãos e danos no DNA -o que pode levar a produção de agentes cancerígenos.
Os sintomas de câncer de garganta incluem dificuldade em engolir, indigestão persistente, perda de apetite e dor na parte superior do estômago, no peito e nas costas.

Anterior Proxima Página inicial