Fiscais da Adagro anunciam greve e reduzem inspeção em abatedouros de Pernambuco

 Os fiscais da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro) anunciaram greve e a inspeção em abatedouros terá apenas 30% do efetivo. A categoria alega que não tem aumento salarial há cinco anos e justifica a paralisação por falta de negociação com o governo do Estado. De acordo com o Sindicato dos Servidores da Defesa de Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Sindagro), os profissionais estão realizando mobilizações três dias por semana.

O Sindagro contabiliza 422 servidores entre as funções de fiscais, analistas, assistentes e auxiliares agropecuários. Em abril do ano passado os fiscais da Adagro chegaram a parar por cinco dias e encerraram a mobilização após a criação de um auxílio de fiscalização de R$ 385 e a formação de uma comissão feita por membros da Agência, do Sindagro e da Secretaria de Administração.

Procurada pelo Diário, a Secretaria de Administração (SAD) informou que a greve do foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), acatando uma solicitação da Procuradoria Geral do Estado (PGE). “A decisão judicial determinou que o Sindagro se abstivesse de deflagrar greve, estipulando uma multa diária no valor de R$ 100 mil em caso de descumprimento”, afirmou o órgão através de nota. De acordo com a SAD, o Sindagro foi notificado no último dia 28 de fevereiro e não acatou a determinação judicial. Nesta última segunda-feira (11), o TJPE determinou que o valor da multa imposta ao Sindagro fosse majorada para R$ 200 mil. (Fonte: Diário de PE)

Anterior Proxima Página inicial