Ventos fortes assustam o nordeste. No Pajeú provoca incidentes e deixa Ibitiranga, em Carnaíba sem energia

Afogados da Ingazeira
 Chuvas fortes com ventania ou apenas o segundo fenômeno natural  foram registrados em áreas do Nordeste, principalmente nos estados de Pernambuco e Paraíba. Em Campina Grande, segundo o coordenador da Defesa Civil, Ruiter Sansão, a chuva causou diversos estragos pela cidade, mas não houve registro de feridos.
Segundo a Defesa Civil, houve quedas de árvores e desabamento de tetos de residências. Além disso, a estrutura de um posto de gasolina foi danificada e parte do teto das arquibancadas do estádio do Campinense, o Renatão, desabou.
 Ainda de acordo com a Defesa Civil, os ventos marcaram 60 km/h. Segundo relato de moradores, tetos de quadras escolares também desabaram e telhas de alguns condomínios da cidade também foram arrancadas com a ventania.
Em Arcoverde, informações repassadas ao Blog do Cauê Rodrigues dão contas do desabamento do teto de uma quadra de esportes.
Em Afogados da Ingazeira, na região do Pajeú, ventos fortes assustaram e causaram prejuízos em áreas da cidade. No acesso à cidade, a força foi tanta que arrancou árvores. O portão da agência dos Correios na cidade cedeu com o fenômeno natural, bem como o portão principal do acesso da Associação Atlética do Banco do Brasil -AABB.

A fachada da panificadora Pão de Mel, no centro da cidade também desabou bem como uma árvore na Vila Bom Jesus.
Em áreas rurais, a imagem lembrava uma tempestade no deserto, com baixa visibilidade em virtude da nuvem de poeira. Uma placa de publicidade cedeu próximo à Diomedes Gomes. A estrutura dos camarotes do bloco A Onda para o carnaval também foram danificadas.
 Ainda em Afogados da Ingazeira, o Posto de seu Toinho teve o teto danificado pelos fortes ventos e moradores do Bairro São Francisco se assustaram com a nuvem de poeira que se levantou da margem do Rio Pajeú.

Em Tabira, uma árvore atingiu um veículo de passeio. Por sorte não havia ninguém no veículo e os danos foram apenas materiais. 

Relatos de moradores  foram de  medo e apreensão com a força dos ventos e a nuvem de areia, além dos prejuízos. Em um momento da tarde, o fornecimento de energia elétrica chegou a ser interrompido.
Moradores de Arcoverde também  foram surpreendidos na tarde desta segunda-feira (28) com fortes ventos que trouxeram medo e prejuízos a cidade. 
Distrito de Ibitiranga, em Carnaíba
 Em Ibitiranga, na zona rural de Carnaíba, o encerramento das festividades do padroeiro São Sebastião foi interrompida pela ventania. Centenas de pessoas que participavam da festividade se assustaram, cinco pessoas tiveram lesões devido os desabamentos de barracas, uma delas, ainda não identificada teve ferimentos graves na cabeça e foram socorridas para o Hospital Regional Emilia Câmara, em Afogados.

Em Carnaíba, a cidade também foi atingida pela ventania, mas felizmente nada grave, uma placa foi derrubada nas proximidades no Posto Nossa Senhora Aparecida. 
Uma árvore antiga veio ao chão na Rua Adelson Lacerda de Queiroz, no Bairro Zé Dantas.
Sitio Caiçara, zona rural de Afogados da Ingazeira
 Na comunidade rural do sitio Caiçara, na zona rural de Afogados da Ingazeira que dá acesso ao Distrito de Ibitiranga, uma árvore também caiu interrompendo o fluxo de veículos que trefegavam para o referido  Distrito. Moradores unidos fizeram a retirada do tronco.
Segundo um agricultor ao Blog do Cauê Rodrigues, galinhas e pequenas criações de ovelhas foram levados pelos fortes ventos.

Durante a ventania que aconteceu por volta das 14h30, o Distrito de Ibitiranga que realizava o encerramento da festa de São Sebastião, teve queda de energia e ficou sem fornecimento de energia elétrica até às 18h00.

Quando os redatores do Blog do Cauê Rodrigues saia de Ibitiranga, uma viatura da Companhia Energética de Pernambuco- CELPE, chegava ao local. 

Anterior Proxima Página inicial