Tabira: Sebastião Dias sugere sacrificar carnaval para o governo poder comprar uma usina de asfalto

 O Prefeito Sebastião Dias esteve participando, na tarde dessa quarta-feira (2), do Programa Show da Tarde da Rádio Cultura FM. Na pauta, um balanço da gestão em 2018, as expectativas para 2019 e o que ele espera dos governos de Paulo Câmara e Jair Bolsonaro.
O gestor reconheceu que o ano que acabou foi muito difícil para as gestões municipais e disse que Tabira sofreu muito com as quedas frequentes nos repasses. A Saúde foi o calo da gestão em 2018, segundo o prefeito, apesar das conquistas nessa área oriundas de emendas parlamentares.
Dias disse que, apesar da crise, conseguiu honrar o 13º salário dos funcionários. Lamentou o fato de ter terminado o ano com alguns servidores com salários atrasados e afirmou que a obra do calçadão acabou tendo um efeito contrário pra gestão, uma vez que não foi respeitado o cronograma e está bastante atrasada. “Ainda bem que boa parte da população entendeu que nesse caso não tivemos culpa. A empresa fez corpo mole para pressionar o Estado que ainda não pagou sua parte”, afirmou.
Falando sobre o ano que se inicia, o prefeito disse que será um ano de muita prudência em relação a contratos e antecipou que poderá haver mudança no secretariado, sem antecipar quem fica e quem sai. Outra informação do gestor foi em relação ao carnaval. “Vamos sacrificar o carnaval para podermos comprar uma usina de asfalto. Nos 70 anos de Tabira, em maio, o maior presente que a gente pode dar ao município é promovermos ruas asfaltadas e sem buracos”, disse Sebastião.

Anterior Proxima Página inicial