Mãe de empresário serra-talhadense morto em Milagres diz que pretende processar o Estado do Ceará

 Ainda repercute em Serra Talhada a morte do empresário João Batista Magalhães, do filho Vinícius Magalhães e de três amigos, numa tentativa de assalto a agências bancárias de Milagres-CE no começo deste mês. Os reféns, que ficaram no fogo cruzado entre bandidos e policiais militares, acabaram mortos.
Em entrevista ao programa Frequência Modulada da rádio Vilabela FM nessa quinta-feira, 20, a mãe do José Batista, Antônia Magalhães, 75 anos, disse que houve erros da polícia e que pretende processar o Estado do Ceará.
“Esses policiais que disseram que eram da inteligência… Que inteligência é essa? Se estavam com três meses que investigavam os bandidos. Eles não sabiam que poderiam estar com o meu filho? Como troféu de salvação deles? E ainda mais o governador [do Ceará, Camilo Santana] dizer aquilo? Então eu quero Justiça”, disse.
Dona Tonheira, como é conhecida, falou que espera a ajuda de algum advogado para mover a ação. “Eu espero que apareça alguém que fale pelos direitos de minha família. Não é o Estado responsável pela ação dos policiais? Palavra dita e pancada dada é difícil de esquecer. Se tiver gente que nos ajude nessa parte [jurídica], [vamos] processar o Estado”, afirmou.

Anterior Proxima Página inicial