Líderes do MST são assassinados na Paraíba

 Da Folha de S. Paulo - Por Estelita Hass Carazzai
Dois líderes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) foram mortos a tiros na noite deste sábado (8), num acampamento na cidade de Alhandra (PB), a 45 km de João Pessoa.
Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva eram coordenadores do acampamento Dom José Maria Pires, que fica numa área invadida em julho de 2017, pertencente à Fazenda Garapu, do grupo Santa Tereza. Cerca de 450 famílias vivem no local. 
A polícia trabalha com a hipótese de homicídio. Segundo testemunhas, dois homens com cabeças cobertas por camisas invadiram o acampamento, na hora do jantar, e pediram para que outras pessoas se afastassem.
Apenas os dois coordenadores foram alvejados. A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não há suspeitos identificados.
Em nota, o MST pediu justiça e disse que o crime foi cometido por "capangas encapuzados e fortemente armados". "Isso demonstra a atual repressão contra os movimentos populares e suas lideranças", afirmou a direção do movimento na Paraíba.

Anterior Proxima Página inicial