Fidelix: Bolsonaro me disse que eu participaria do poder

 Queixumes de Fidelix
Levy Fidelix, presidente do PRTB, partido do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, segue insatisfeito com a composição do futuro governo de Jair Bolsonaro. “Nunca pedi cargo nem pra mim, mas o partido tem que ter o seu espaço”, afirma. 
Fidelix disse que o presidente eleito o procurou durante a campanha e pediu para que a sigla fizesse a coligação com ele —e que Mourão fosse o vice da chapa.  “Ele [Bolsonaro] me disse que eu participaria com ele do poder. E isso é participar do poder?”. Fidelix afirma que esse é o “jogo”. “Não foi o PT que ganhou, se fosse eu nem estava aqui”. 
Fidelix diz ainda que é amigo de Mourão e que nunca foi repreendido por ele. “O general me disse apenas que chegou no limite [a questão da falta de espaço para o PRTB]. Ou seja, que todo mundo sabe da legitimidade do partido, que é o partido do vice. E que o Jair deveria chamar como primeiro parceiro. E nada disso foi feito.”
O presidente do PRTB não é o primeiro descontente. O senador Magno Malta também esperou em vão por uma vaga no novo governo.  (Mônica Bergamo)

Anterior Proxima Página inicial