Em recado a Bolsonaro, Temer defende o multilateralismo

Num momento em que o futuro governo avalia mudanças nas política externa, o presidente Michel Temer mandou nesta segunda-feira (17) um recado ao seu sucessor Jair Bolsonaro e fez uma defesa do multilateralismo.
Em evento no Palácio do Planalto, ele afirmou que seria impossível hoje "qualquer isolacionismo de natureza política e econômica" e pregou a importância do Mercosul, que pode ser revisto pela administração do militar.
"Seria impossível qualquer isolacionismo de natureza política e econômica. Por isso, temos falado muito em multilateralismo. A ideia da universalização das nossas relações", disse.
 O futuro chanceler, Ernesto Araújo, já declarou que irá desassociar o país do Pacto Global de Migração, apoiado por mais de 160 países. Bolsonaro tem sido visto ainda com desconfiança pela China e por países do Oriente Médio. 
Na campanha eleitoral, ele adotou uma retórica contrária ao país asiático, principal parceiro comercial do Brasil, retratando-o como uma predadora comercial.
O presidente assinou nesta segunda-feira (17) resolução que autoriza a realização, no ano que vem, da sexta rodada de partilha do pré-sal.  (Gustavo Uribe – Folha de S.Paulo)

Anterior Proxima Página inicial