.

.

.

.

.

.

PT pede que militantes não andem sozinhos e faz apelo por vigilância a ataques.

 Folha de S. Paulo - Coluna Painel
Por Daniela Lima
No PT, há forte preocupação com ataques no dia da votação. A direção da sigla se reuniu com líderes de movimentos sociais para orientá-los a não intimidar opositores e a não cair em provocações.
Entrincheirados A cúpula do partido de Fernando Haddad (PT) também orientou militantes a não andarem sozinhos no dia da eleição.
Com o receio de atos de violência, o partido vai fazer um chamado para que países “preocupados com a democracia” observem a votação no segundo turno. Se houver ataques a petistas, o discurso será o de que Bolsonaro deve ser visto como corresponsável pela violência.
Questionado anteriormente a respeito de ataques atribuídos a seus apoiadores, Bolsonaro disse dispensar o voto de quem pratica violência.

Anterior Proxima Página inicial