.

.

.

.

.

.

Haddad quase não conteve o choro mas segurou

 Daniela Lima – Painel – Folha de S.Paulo
Fernando Haddad (PT) foi orientado a conter qualquer emoção, mas ainda assim teve que engolir o choro ao anunciar que substituiria Lula na corrida pelo Planalto. Ele vai manter a presença virtual do padrinho na campanha. Quer todos os aliados do ex-presidente no PT ao seu lado. Dias antes de assumir o posto, Haddad dizia que, finalmente, sentia que a sigla estava unida.
“Estamos como um exército, alinhados, batendo a espada no escudo e esperando a hora de entrar em campo”, afirmou.
Aliados de Haddad dizem que o ex-prefeito de São Paulo está disposto a citar o nome de Lula a cada segundo que puder. A direção do PT vai dedicar os próximos dias a adaptar a agenda do novo candidato para otimizar sua exposição ao eleitorado lulista.

Anterior Proxima Página inicial