.

.

.

.

.

.

Paulo Câmara e Humberto Costa são vaiados e chamados de golpistas em ato da Frente Popular

Paulo Câmara (PSB) e Humberto Costa (PT) estão pagando um alto preço pela aliança entre os dois partidos em Pernambuco.
O governador é hostilizado por petistas e integrantes da esquerda por ter apoiado o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, fato que levou emedebistas e tucanos ao poder.
Humberto Costa, que chegou a fazer discursos contra os socialistas e chamá-los de golpistas, fez tudo pela aliança PT/PSB, que sacrificou a candidatura de Marília Arraes ao governo.
Agora, Humberto e Paulo nem podem mais andar em determinadas cidades, que são apupados pelo povo.
Como aconteceu neste final de semana, numa caminhada dos dois candidatos na Região Metropolitana do Recife.
Eles praticamente não puderam andar, com os eleitores gritando o tempo todo: Golpistas! Golpistas! Golpistas.

Anterior Proxima Página inicial