.

.

.

.

.

.

Mulher forja próprio sequestro para conseguir pagamento de R$ 60 mil em Petrolina

Em operação coordenada pelos delegados Daniel Moreira e Gregório Ribeiro, da 214ª Delegacia de Petrolina, a Polícia Civil conseguiu desvendar um falso sequestro nessa sexta-feira, 17, na cidade. Foram presos a suposta vítima, Tathiany Suellen Silva, o policial civil da Bahia José Flávio Oliveira da Silva, Ayron Maxsuel dos Santos e Israel Alexandre de Barros. Segundo a polícia, o grupo articulou o sequestro de Tathiany pelo Whatsapp para conseguir um resgate de R$ 60 mil.
Os policiais iniciaram as investigações ao receberem denúncia do crime na quinta-feira, 16. Homens armados teriam raptado Tathiany e passaram a exigir dinheiro da família. Depois de vários contatos entre a suposta vítima e o irmão, que pagou o resgate, os sequestrados disseram o local onde aconteceria a entrega do dinheiro e libertação da vítima. A polícia montou campana e enquadrou os criminosos. Um deles ainda atirou contra o policiamento, mas foi desarmado.  
Depois de presos, os homens confessaram que o sequestro tinha sido arquitetado pela vítima e que o dinheiro seria repartido entre os envolvidos. Todos foram autuados em flagrante e ficaram à disposição da Justiça. A polícia apreendeu o dinheiro pago para a liberação da mulher e uma arma.

Anterior Proxima Página inicial